domingo, 15 de dezembro de 2013

Galo Capão Recheado

A carne de capão sempre foi apontada como iguaria, habitual nos repastos e banquetes reais. Inúmeros historiadores e cronistas referem-na como podendo pedir meças, em qualidade e requinte, à de muitas outras aves que iam à mesa do Rei, como a perdiz, o faisão ou a galinhola.
O acto de capar remonta ao tempo dos Romanos. Consta-se que o Cônsul Romano Caio Cânio, cansado da perda do sono por causa do cantar dos galos, conseguiu fazer aprovar uma lei impeditiva da existência destas aves na cidade de Roma. Sem contrariar a lei, houve logo quem se lembrasse de uma forma de continuar a usufruir da carne dos galos, capando-os. Terá deste modo surgido uma nova “espécie”, o capão, que ultrapassa em beleza, tamanho e sabor, o galo macho. O “voto” de castidade concede ao animal um ar triste e envergonhado, mas torna-o gordo, opulento, dotado de uma carne tenra e das mais saborosas de todas as aves.
Eu, nunca tinha confeccionado uma refeição de Galo Capão... Durante muitos anos, fiz o tradicional Peru, para o dia de Natal, mas entretanto, perdi a receita do recheio, que era óptimo...como o peru, não era dos pratos favoritos cá de casa,  depois de pesquisar várias receitas de galo,  criei a minha receita, com um recheio criado por mim e baseado na recordação que tinha daquele recheio que utilizava no Perú, e  foi aprovadíssimo...,  o que comprova a descrição da "história", atrás relatada...

Ingredientes
1 Galo Capão com cerca de 4 Kg, devidamente limpo, sem pescoço (ao retirar o papo, deixe a pele suficiente para poder coser o pescoço e não deixe sair recheio) dê um golpe na barriga e retire as tripas, com o máximo cuidado para não romper a pele.Retire as gorduras e aproveite os miudos do galo)Retire ainda a ponta das asas e as patas.
2 laranjas às rodelas
2 limões às rodelas
sal - q.b.
Num alguidar com água, coloque o galo,a laranja, limão e sal suficiente, de maneira a ficar totalmente coberto com a água, para temperar por igual. para que o galo não fique a boiar na água, coloquei uma tábua de cozinha em cima, com um peso. deverá ficar nesta marinada de um dia para o outro.
Entretanto, pode preparar o
Recheio
azeite - q.b.
1 cebola media grande picada
4 dentes de alho picados
200 gr de carne de vitela picada
200 gr de carne de porco picada
100 gr de bacon picado
50 gr de chouriço picado
200 gr de figados de aves
2 dl de leite
2 ou 3 pãezinhos sem côdea com 2 ou 3 dias
1 ovo
Temperar com sal, salsa, pimenta preta moida na altura, noz moscada-q.b.
Utilizei ainda tempero para aves - q.b.
Azeitonas pretas s/ caroço -q.b.
1 garrafa de espumante bruto
margarina liquida -q.b
colorau - q.b.
                               
                               
Preparação

Leve ao lume o azeite, a cebola e o alho, e deixe refogar até alourar a cebola. Junte as carnes picadas, os fígados e os míudos, cortados em pedacinhos pequenos.Deixe cozinhar em lume mínimo. Entretanto, coloque o pão em pedaços de molho no leite e esmague com a mão, junte o ovo batido e acrescente às carnes. Coloque os temperos, deixe cozinhar mais um pouco e retire do lume. No dia seguinte, junte azeitonas pretas s/ caroço picadas, ao recheio.
Retire o galo da marinada, deixe escorrer bem e comece por cozer a zona do pescoço com linha branca. Comece a rechear empurrando bem o recheio para o pescoço vá apertando muito bem. comece a cozer a barriga até colocar todo o recheio.
Coloque o galo num tabul eiro de barro, regue com meia garrafa de espumante e pincele todo o galo com margarina e colorau,bem misturados.
Vai ao forno pré-aquecido durante 2 horas, á temperatura de 160º. De 30 em 30 m retira-se, vira-se e rega-se com o restante espumante (controle a quantidade pelas vezes que o tem que virar).
Sirva com batatinhas assadas e decore com laranja às rodelas, azeitonas e fios de ovos

Receita de mcamposhenriques/ Natal 2011